“Não iremos censurar os sermões, nem restringir a liberdade dos nossos pastores”, diz Trump em discurso repleto de menções a Deus.

"Nossos direitos são nos dados por Deus e nenhuma força terrena poderá nos tirar isso", enfatizou o presidente americano.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Tem sido uma constante nos discursos do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a citação de Deus e a responsabilidade americana em seguir o que está escrito nas Escrituras. Disse que quer ver as crianças conhecendo as bênçãos de Deus e assegurou liberdade de expressão a pastores e pregadores do Evangelho. E declarou declarou amor dos EUA à família, à liberdade e a Deus. (vídeo do discurso traduzido no final do post)

“Nesta noite e, em nome dos veteranos, refletimos acerca de tudo que valorizamos enquanto americanos: Amamos o nosso País, amamos as nossas famílias, a nossa liberdade e amamos a Deus”, destacou Donald Trump.

Assine o Blesss
Assine o Blesss

Segundo Trump, desde a assinatura da declaração de Independência, 241 anos atrás, a América sempre afirmou que a liberdade advém do Criador. “Nossos direitos são nos dados por Deus e nenhuma força terrena poderá alguma vez nos tirar esses direitos. É por isso que a minha administração está transferindo o poder para fora de Washington e devolvendo esse poder a quem ele pertence: Ao povo”, afirmou.

Ele destacou também que os fundadores da América invocaram o Criador quatro vezes na Declaração de Independência. Citou Benjamim Franklin, que havia lembrado aos colegas na Convenção da Constituição para começarem por curvar a sua cabeça em oração.

“Eu quero lembrar a vocês que nós iremos começar a dizer Feliz Natal novamente”, disse Trump, arrancando aplausos da platéia. Também destacou a moeda americana na qual está escrita: “Em Deus confiamos”.

Segundo o presidente, Deus não concedeu apenas a bênção da liberdade, mas também a bênção de heróis dispostos a dar a sua vida para defender essa liberdade, mencionando os veteranos de guerra.

“Na minha administração irá sempre apoiar e defender a sua liberdade religiosa e não queremos ver Deus sendo escorraçado do espaço público, expulso de nossas escolas ou empurrado para fora da nossa vida cívica. Queremos ver oração antes dos jogos de futebol se eles assim o quiserem”, disse Trump.

Ele também não se esqueceu de mencionar as crianças para as quais oportunizou conhecer a Deus: “Nós queremos que todas as crianças tenha a oportunidade de conhecer as bênçãos de Deus. E não iremos censurar os sermões, que possa restringir a liberdade de expressão dos nossos pastores e pregadores, pessoas que nós mais respeitamos!”, finalizou.

É uma praxe dos discursos de Trump o uso de frases bíblicas e o reconhecimento da necessidade de uma volta do povo americano às Escrituras, chegando a afirmar, em uma dessas oportunidades, que a “América sempre foi a terra dos sonhos, porque ela é uma nação de verdadeiros crentes”. Depois ele afirmou: “Na América não adoramos ao governo, adoramos a Deus” e “prometemos proteger sua liberdade religiosa”.


Por Gomes Silva

Redação Consciência Cristã News
Vídeo e legendas: Embaixada da Resistência
Imagem: Getty Images

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook